crianças

Este é o meu filho

Publicado em

Enquanto eu fazia o jantar, o Tiago entrou pela cozinha adentro com um molho de folhas. “Olha: papéis!”, anunciou. Começou então a mostrar-me vários desenhos que tinha feito. Quase todos simples riscos coloridos, sem formas discerníveis. Nada de bonecos, animais, casas, árvores ou sóis. É, aliás, raríssimo ver este tipo de figuras nos desenhos dele, […]

De mal a pior

Publicado em

Quando escrevi sobre estas minhas férias e rebéubéubéu, as coisas correm sempre mal, ainda não sabia o que estava para vir. Ou, como diria o Purple Tentacle: naïf human! No Sábado, a Joana ficou novamente doente. Começou logo a vomitar o pequeno almoço, ao que se seguiu diarreia, febre, etc. No Domingo ainda não estava […]

Motivações

Publicado em

Hoje, antes de lavar as mãos na casa de banho, abraçou-se às minhas pernas e disse: “sabes uma coisa, pai? Eu adoro-te”. Respondi-lhe que também o adorava, ao que acrescentou “e cada vez te adoro mais, quando fazes coisas que eu gosto, adoro-te ainda mais”. Não resisti a perguntar-lhe que coisas é que eu fazia […]

Actualizações

Publicado em

As coisas não andam fáceis, para o lado do bloguismo. Não é que não queira escrever, bem pelo contrário, tenho muita coisa para escrever aqui e muita, também, para escrever noutro lado (até o template é default… enfim…) Preciso de actualizar o próprio Macacos, com ideias que nunca pus em prática, de reorganizar as categorias e […]

Para a troca

Publicado em

O Tiago fala muito bem. Tem um vocabulário extenso, esforça-se por pronunciar bem as letras que lhe causam maior dificuldade como os “r” e tenta dizer ‘pResente” em vez de “p’zente”, por exemplo. Já diz coisas em inglês (às vezes, inventado), e já tem extensas e complexas conversas sobre coisas completamente imaginárias, que descreve com […]

Numeração alternativa

Publicado em

O Tiago, na brincadeira no terraço com um par de binóculos de plástico, finge pescar peixes podres e vai contanto enquanto puxa a linha: “Um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, oito, nove, dez, onze, treze, catorze, dezasseis, dezassete, dezaoito, dezanove, deza… ahum… euh… quarenta!”

Para que fique registado

Publicado em

Durante os primeiros tempos de banhos, valia tudo, depois, o Tiago ganhou aversão a água na cara, o que me impediu de lhe dar duche e tornou incontáveis lavagens de cabelo num verdadeiro pesadelo. Algumas vezes, enquanto o deitava para trás para lhe molhar ou enxaguar a cabeça, chegava a gritar desesperado que não conseguia […]

Apreciar o que de mais fino tem a vida

Publicado em

  No fim de semana, estávamos os dois sentados no sofá, ele a assistir, eu a jogar Uncharted 2. No meio de uma batalha complicadíssima, eu despejava a Kalashnikov num dos vilões e quando acabou a munição e para não perder tempo a trocar para a pistola, atirei uma granada na direcção de um mercenário escondido atrás […]

Pergunta sacramental

Publicado em

Hoje, a lanchar no relvado do Parque Urbano em Almada, aproveitei para explicar ao Tiago onde era o liceu onde andei, que é mesmo ao lado do parque e depois de lhe explicar por alto o seu eventual percurso escolar, decidi fazer aquela pergunta número 36: – Já pensaste o que queres fazer quando cresceres, […]

Primeira ida ao cinema

Publicado em

Só para que fique registado, durante quatro anos e uns meses não foste ao cinema. Até que um dia, em Junho de 2011 pediste para ir ver o Panda do Kung-fu 2. Como pediste, eu levei-te. Fomos os dois ao cinema Zon Lusomundo do Almada Forum, pagámos 11 euros pelos dois bilhetes e jogámos duas […]

A verdade das coisas

Publicado em

Na cama, a jogar um bocadinho na PSP antes de ir dormir: Tiago: Sou fantástico! Eu: Ah é? Ele: Sim, não sou bonito… sou fantástico! Eu: Boa Ele: A mãe é que é bonita.

A noção das coisas

Publicado em

Hoje, jogávamos Dead Nation e tivemos esta conversa: Tiago: Pai, quando eu disser shotgun, tu dizes “shotgun o quê?” Eu: OK Ele: Shotgun. Eu: Shotgun, o quê? Ele: É perigosíssimo!

Primeiros actos de rebeldia

Publicado em

Estávamos a brincar na varanda, com os carrinhos do McQueen e com o teclado electrónico e o Tiago de repente põe-se em pé, tira a camisola, pega num carimbo e começa a carimbar animaizinhos pelo corpo todo. – Pai! Estou a fazer tatuagens! São tatuagens para dizer que eu sou forte! Foram 20 minutos a […]

Filosofia

Publicado em

Tiago: Pai. Eu: Sim? Tiago: Pai… nem tudo na vida são lasers. O que é que se responde a isto? Responde-se com um high five, claro.

Tiálogos – repreensões

Publicado em

Ontem, como habitualmente, mesmo antes de se deitar para dormir, pediu água. – Pai, quero água, quero água na garrafa. – OK, vou buscar. Cheguei à cozinha, dei com o seu novo copo do homem-aranha, com palhinha embutida. Enchi e levei-lhe. Espetou um dedinho na direcção do copo e, com um tom repreensivo atirou: – […]

Tiálogos – Nádegas

Publicado em

Na casa de banho, depois de limpar o rabo. – Pai, o que são estas bolinhas à frente do rabinho? – Quais bolinhas, filho? – Estas! – apontando para uma nádega. – Isso são as nádegas. – Naguegas? – Nádegas. – Nádegas. Eu gosto de apertar as nádegas. Para que é que serve? – Servem […]

Tiálogos – Quatro

Publicado em

Antes de mais nada, filho, acabou-se a numeração romana nos Tiálogos que o teu pai já não sabe como é que há-de andar à cata do último post para saber que número deve ter o seguinte. Tens quatro anos. No dia antes de fazeres quatro anos tivemos esta conversa: – Olha, pai, sabes que dia […]

Tiálogos XXXIV. Momentos importantes.

Publicado em

Há coisas que se ensinam e depois há coisas que se aprendem. Quem sabe, percebe do que estou a falar. Este fim de semana, estava a fazer umas corridas com o protótipo Red Bull X2010, no Gran Turismo 5 e o Tiago, com a naturalidade que seria de esperar, apontou e disse: “Olha pai, aquele […]

Tiálogos XXXIII. Varicela.

Publicado em

Aí está ela, a varicela. Ontem de manhã, já te queixavas de uma borbulha que tinhas obviamente arranhado, no pescoço. Estavas com a tua habitual disposição matinal, que é nem bem nem mal, antes pelo contrário e no meio dos atrasos habituais, lá disseste que estavas doente. À noite, quando te despiste para tomar banho, […]

Tiálogos XXXII. Histórias.

Publicado em

Hoje de manhã, foi assim: Mãe, olha! Encontrei-o! O robot preto, está ali atrás! Agora tenho que o transformar em robot de fogo. Pai, o robot de fogo, lança bolas de fogo do seu lança-mísseis para acertar nos maus. Mas o maus, quando vêem os robots de fogo, fogem! Então, os robots de fogo têm […]

Redes de Camaradas

 
Facebook
Twitter
Instagram