Macacos sem galho

A maravilha dos acabamentos

Publicado em , por Pedro Couto e Santos

Ter a casa em fase de acabamentos significa que de um dia para o outro a casa parece diferente.

A fase da demolição é parecida, só que a casa vai-se cada vez mais parecendo com a faixa de Gaza. Agora, e porque os acabamentos estão a ser feitos por dois tipos com queda para o perfeccionismo, a cada dia que passa, a casa parece-se mais com uma capa da Interior Design.

OK, talvez não se pareça, porque não estamos a falar de um apartamento de luxo, mas a verdade é que estou muito satisfeito com a maneira como as coisas estão a ficar.

Por exemplo, as ombreiras das portas estão quase todas prontas e pintadas e parece quase magia a transformação que sofreram com umas simples tiras de MDF; todas as caixas dos estores têm tampas novas, feitas à medida; o armário onde vai ficar o bastidor tem portas novas e uma prateleira para o bicho; chegou hoje a cabine para o duche, bem como os sanitários e quando passámos lá ao fim da tarde, a casa de banho pequena já tinha o armário para o lavatório no sítio e o da casa de banho grande estava a ser montado.

Hoje também foi dia de levar para a casa os materiais que tinham sido comprados por nós: puxadores para as portas interiores, puxadores para os armários da cozinha e as torneiras todas.

A pintura das portas está a ficar impecavelmente bem feita e o carpinteiro estava hoje a certificar-se de que todas fecham bem e a fazer acertos. Estava também a colocar as réguas de transição onde o pavimento flutuante encontra pavimento cerâmico.

Preocupações do momento: falta a escada para o sótão, que o Sr. Augusto já disse que está atrasada (parece-me que vai passar Agosto…), a marquise continua por acabar e cheia de folgas e as guardas de vidro do terraço também ainda não deram sinal de vida. Finalmente, as mal fadadas portas de entrada que chegaram atrasadas e com a medida errada já estão montadas (e com a medida certa), mas fecham muito mal e só fico descansado quando confirmar que de facto é possível nivelar as portas de forma a que fiquem a funcionar convenientemente.

Também me preocupa ligeiramente que 4 dos focos de halogéneo do corredor já se tenham fundido; inicialmente dissemos que não queríamos halogéneo precisamente por esta razão, mas o construtor colocou na mesma. Sinceramente, eu gosto muito, mas terei que dar razão à Dee se de facto as lâmpadas se fundirem à razão de 2 ou 3 por semana.

Para a semana, em princípio chegarão os painéis lacados dos móveis da cozinha. Entretanto, deverão estar montados os sanitários e, suponho, as torneiras. Será mais um grande salto no acabamento da casa e mais um passo em direcção à grande mudança.

Mais notícias, novo vídeo e mais fotos, assim que tiver oportunidade.

Tags

. . . . . . . . . . .

Deixar comentário. Permalink.

17 Responses to “A maravilha dos acabamentos”

  1. Marco Louro says:

    Podes sempre substituir os focos de halogéneo por leds. A luz pode não ser tão forte, mas o consumo de energia é muito inferior e tenho ideia que são mais fiáveis.

    • Epá, pois, não sei se a tecnologia evoluiu, mas eu já experimentei lâmpadas de LED e eram tão fracas que era ridículo, como já disse no comentário do Edgar.

      Quando digo fracas quero dizer que uma lanterninha a pilhas dava mais luz.

  2. Andre Restivo says:

    Eu tenho 14 focos com lâmpadas de halogéneo espalhadas pela casa e, em 7 anos, acho que troquei no máximo 3.

    • Então não percebo. Quando tive halogéneo em dois candeeiros cá em casa, passava a vida no escadote, até me fartar e comprar candeeiros normais com lâmpadas economizadoras.

      E lá na casa têm-se vindo a fundir aos poucos, desde que estão montados, que não é há muito tempo e quatro deles já não acendem.

  3. edgar durao says:

    Pedro relativamente aos focos se vao ter isso muito tempo ligado sugeria a troca por ecomizadores. Especialmente se esses forem de 50w que e o mais comum. O leroy tinha no mes passado umas promo de 3 gu10 (formato do spot habitual) led por 12eur equiv a 30w muito apeteciveis. Ver se la vou ver se ainda ha que queria por na cozinha. Consomem 2.3w e ligam instantaneamente. O problema das economizadoras ccfl e que ligam gradualmente… Tipo efeito dim e p iluminar corredores n ficam tao bem, sendo q em wcs gosto e os olhos de noite agradecem dado q a transicao do total escuro p luz e gradual.

    • Edgar, eu tinha halogéneo na sala e acabei com aquilo precisamente porque passava a vida a trocar lâmpadas, mas neste caso o empreiteiro foi teimoso.

      Antes de tirar os candeeiros de halogéneo cá de casa, ainda passei pelas lâmpadas de LEDs e aquilo foi ridículo :-) Gastei montes de dinheiro nas lâmpadas que eram caras (na altura) e acender as luzes ou tê-las apagadas ia dar ao mesmo, tão pouca era a luz que davam.

  4. Gonçalo says:

    Muitos parabéns por tudo te estar a correr bem na vida Pedro!

    Parece que a obra está a andar bastante depressa e a parte burocrática deve ter sido a pior. De resto parece-me pelo que tenho lido que o Sr. Augusto é um empreeiteiro decente ao contrário de 90% deles. Fico à espera do post com as fotos finais :p

    Muitas felicidades,
    Abraços.

  5. Comprei umas económicas mas com casquilho de GU10 no IKEA e são fantásticas.

    De facto as normais de halogéneo aqui em casa também se fundiam para caraças, mas desde que troquei para estas económicas do IKEA já lá vão uns 6 meses e nada, e ainda ganhei luz BRANCA (que prefiro em relação à amarela).

    • Ah, bem me parecia que isso ia acabar mal :-) Detesto luz branca, parece que estou num talho ou num super-mercado.

      Creio que os LED warm white são a escolha ideal para o meu caso.

      • Mas a cor branca foi escolha pessoal, o IKEA tem a outra cor normal (amarelada).
        Mas sim não creio que tenha esses “tons” warm white e afins.

        • Ah, há mais cores? Óptimo, é que não gosto mesmo nada de luz branca, foi uma das razões pelas quais pedi 5 pontos de luz na cozinha, para poder ter muita luz, mas prescindir dos horrível tubos fluorescentes típicos desta divisão. Estou mesmo farto.

          • Edgar Durão says:

            Há várias cores…. A branca é esquisita. Eu também prefiro esse branco warm que falas.

            Acho que a temperatura dessas é anunciada como por volta dos 3000K.

            Este fim de semana estive a ver leds de 2W numa loja de chineses… só que a luz era verde. Ou seja com luz verde não serve para nada, mesmo apesar de o preço ser muito bom.

            • Pois, o warm white que andei a ver também é por volta dos 3 mil K, o que deve tender muito para o avermelhado, já que “warm” geralmente anda mais perto dos 6000K, mas para iluminar corredores e WCs parece-me aceitável.

Leave a Reply

Temas

Categorias