É tudo nosso?

Publicado em , por Pedro Couto e Santos

É dia 5 de Outubro, celebra-se a implantação da República e é feriado Nacional. Chove.

A CDU decidiu que a melhor maneira de convencer os Almadenses a votar neles é fazer circular nas ruas da cidade um longo e lento comboio de automóveis decorados com bandeiras buzinando incessantemente.

Tenho grandes dúvidas sobre em quem votar nestas autárquicas: melhor, não faço a mais pequena ideia. No entanto as minhas duvidas já estão um bocadinho dissipadas: já sei que na CDU não voto.

Não é de admirar muito que façam este chavascal pela cidade como se esta lhes pertencesse… é que por aqui governam há 35 anos – de facto, Almada pertence aos comunistas (e um ou outro verde, suponho).

Aliás, basta passearmos pela cidade e olharmos para os nomes das coisas: é a rua de fulano e sicrano, seguido de um parêntesis que explica que foi membro do Partido Comunista. Os monumentos são aos trabalhadores, aos operários, aos perseguidos do fascismo. A Avenida que corre ali em baixo é a da Aliança Povo MFA.

E não digo que alguns dos membros do PC, assassinados no Tarrafal, não mereçam nomes de ruas e praças pela sua luta contra o anterior regime, é só que não deve haver um antigo membro do PCP que não tenha uma rua, avenida, praça ou beco no Concelho de Almada.

Almada pertence-lhes e nós – que não somos comunistas – por acaso vivemos cá.

Não espanta, portanto, que a CDU ande a fazer este basqueiro pelas ruas; buzinam como se já tivessem ganho. E provavelmente, ganharão. Esta Câmara é, aliás, pródiga em barulho – este ano, durante meses ensaiaram-se as marchas populares na Escola aqui perto, todas as noites os residentes desta zona levavam com a mesma música, repetida à exaustão; por diversas ocasiões foi o fogo de artifício às tantas da manhã. Não interessa se a festa acaba tarde, é preciso é rebentar os foguetes que se comprou… e por aqui até as janelas abanavam.

Não discuto se a CDU fez ou não um bom trabalho nas últimas três décadas e meia… não é isso que está em causa; é que me faz um bocadinho de impressão quando as coisas não mudam nunca e já se parece festejar antes sequer de começar o concurso.

Tags

Deixar comentário. Permalink.

19 comentários a “É tudo nosso?”

  1. Não é comportamento exclusivo da CDU.

    http://jonasnuts.com/328530.html

    E apanhei-os outra vez há minutos, os do PS, a fazer exactamente a mesma coisa. Eram menos do que ontem, mas a fazer um basqueiro desgraçado numa zona exclusivamente residencial. Desta vez filmei os cabrões e tudo.

  2. cristina says:

    Ó pá, nem me fales….Eu sou barreirense, conheço essa canção de cor!

    • Bino says:

      A malta vermelha é toda assim, seja na política, seja no futebol, festejam sempre antes de acabar o campeonato.
      Agora a sério, há uma coisa que é notória: os partidos conseguem mobilizar mais gente a participar nas campanhas para as autárquicas do que para as legislativas. Porque será ?

  3. artur couto e santos says:

    E ontem, que estive no SAP, cada vez que passava a caravana de um partido, eu falhava um diagnóstico de pneumonia…

  4. Maria says:

    Eu voto este ano pela primeira vez em Almada e estou verdadeiramente indecisa acerca do sentido que vou dar ao dito voto.
    É que é frustrante saber que nada do que vote vai influenciar o resultado final…

  5. Bino says:

    ia jurar que tinha aqui escrito um comentário

  6. pachita says:

    Há dias fui a Almada e vi cartazes de propaganda eleitoral às autárquicas. Até aqui tudo bem. Só que não vi nada da Sô Dona Emília. Pois não. A Sô Dona, em vez de gastar dinheiro do partido, gasta o dinheiro da autarquia com cartazes do tipo ‘Almada, cidade pensada e mai-não-sei-quê’ e com frases subliminares dando conta que a CM de Almada é que é. Pois, pois. É já muito ano agarrada ao poder.

    Assim se vê a força do Pê Cê…

  7. Rui says:

    Odiar bem a CDU é que é preciso, pá! Força nisso pessoal!

    Quando nos conseguirem tirar de Almada, do Seixal, de Santiago, de Peniche, no caso de Lisboa, das freguesias onde ainda estamos, de todo o lado, espero que se sintam bem congratulados porque ouvir a Carvalhesa é realmente um mal grande deste mundo. E nós, afinal, só queremos é mandar. Somos como os outros todos, não é? Só queremos é poleiro e tacho. Mas no nosso caso, pior, porque temos o Partido da foice e do martelo, e isso quer dizer que queremos transformar Portugal na Coreia do Norte.

  8. Cá para mim, anda algum desespero no ar aí para os teus lados Pedro….que raio de comentário o do Rui.

  9. Não sei….eu não voto aí. Voto num sítio onde já não moro. E onde moro, até prefiro não votar, porque vai ganhar o Isaltino. Caraças de gente burra.

  10. Rui says:

    O meu comentário foi uma resposta um bocado irritada, sim, ao do(a) pachita.

    Mas, tanto quanto se está a ver agora, não só vejo que em Almada os eleitores continuam a votar bem e muito bem, como mantemos o resto em bloco (ok, perdemos Sines para o PS, parabéns àquele Palerma do Manuel Coelho), e ainda estamos a disputar Évora.

    Nada, mau. A CDU avança, com toda a confiança.

    • Mas ó Rui, ela tem razão. Vi hoje pela primeira vez um cartaz de candidatura da Mª Emília à CM de Almada, pela CDU. De resto pouco ou nada vi na cidade.

      É lógico inferir que nem se deu ao trabalho, nem quis gastar dinheiro na campanha, quando pode usar o dinheiro da Câmara para fazer publicidade institucional com cheiro a campanha.

      E olha que o teu segundo comentário… bom… “perdemos Sines”, portanto o vencedor é “aquele palerma”.

      Sabes que mais? Não tinha nada má imagem da CDU, mas tu estás a dar-me uma _péssima_ imagem. Parabéns, contribuíste para que ficasse com má opinião do teu partido.

  11. Tunga, dois com menos boa imagem da CDU à conta dum só comentário.

    É o chamado dois em um.

Deixar um comentário

Redes de Camaradas

 
Facebook
Twitter
Instagram