Up and away

Publicado em , por Pedro Couto e Santos

Na semana passada, por volta de sexta-feira, o Tiago começou, finalmente, a por-se de pé. Como o gajo está esticadinho, por-se de pé não era uma prioridade para ele, já que, pondo-se de joelhos chegava onde lhe interessava chegar.

Mas agora decidiu que de pé é que é e assim foi. Claro que o Tiago nunca fica contente com uma só nova conquista: dois dias depois de se ter posto em pé sozinho pela primeira vez já estava a andar agarrado ao sofá.

A semana foi passada, principalmente, a tentar evitar que ele caísse e batesse com a cabeça no chão, coisa que aconteceu muito na fase em que se aprendeu a sentar.

“Bonc” era o som mais comum cá em casa nesses dias.

Entretanto passou uma semana e o Tiago decidiu que agora estar de pé já não tem graça nenhum e andar é que é giro. Levanta-se, agarrado a qualquer coisa, olha para nós para se certificar que tem lá a “rede” e larga-se.

As coisas ainda não correm especialmente bem, como é evidente, mas o que mais me impressiona é a vontade dele em fazer coisas novas.  Pode estar um tempo na boa, com uma qualquer evolução física, mas depois de repente decide que quer aprender coisas novas e tenta sempre saltar etapas.

Giro giro é quando ele está de pé agarrado ao um dos foot rests que temos na sala e se vira para nós com a mãozinha estendida, como quem diz “ajuda aí”. Quanto mais interactivo mais fixe fica o meu filho.

[tags]tiago[/tags]

Tags

Deixar comentário. Permalink.

6 comentários a “Up and away”

  1. Aviso: quando se diz “começar a andar”, trata-se de um eufemismo. Na realidade eles começam é a correr. Andar mesmo, só daqui a um ano ou dois, e é por pouco tempo, depois recomeçam a correr e não sei quando é que param, porque o meu tem 9, e o seu passo normal ainda é o de corrida.

  2. Na quinta, o Tiago punha-se de joelhos para atingir os seus objectivos.

    Na sexta, aprendeu a estar de pé.

    No sabado aprendeu a andar agarrado a coisas.

    No domingo, andava.

    Na segunda corria.

    Na terça fazia o pino.

    Hoje é outra vez sabado, e tenho a certeza que o gajo já tem uma medalha dos 100m, da maratona, tirou um doutoramento, foi presidente da junta e por aí fora.

    Ninguem o para.

    Nem sequer o próprio pai!

    :P

  3. Macaco says:

    Especialmente não o próprio pai que achava que estas coisas desenvolviam mais devagar…

  4. Prima Rita says:

    O meu primo é o maior de!!!!!
    BEIJINHOS PARA TODOS!!!

  5. susana says:

    Hehehe, nestas idades é gratificante ver os progressos quase diários. Mas não te habitues a habilidades novas com tão pequeno intervalo de tempo que isso daqui a uns tempos muda…
    O que vale é que, também daqui a uns tempos, não muitos, uma única habilidade vai dar-te pano para mangas e para muiiiiitas horas de diversão: a fala!!! (ou o que é que estavas a pensar? :P)
    Os raciocínios desde que nascem e até por volta dos 7..8 anos são muito engraçados!

Responder a Bruno Rodrigues

Redes de Camaradas

 
Facebook
Twitter
Instagram