O fim da saga

Publicado em , por Pedro Couto e Santos

Bom… eu já sei como estas coisas são e portanto não me agrada anunciar o fim da saga. Não é que dê azar, que eu nem acredito nessas tangas supersticiosas, é mais que eu já sei o que a casa gasta.

Mas pronto, digamos que a saga terminou esta manhã quando me levantei e me meti no carro para ir ao Leroy comprar as chaves que me tinham faltado ontem: uma chave inglesa como deve ser (só tinha uma pequenina), e uma chave allen de 12 mm.

Desmontei a torneira e cedo percebi que aquelas porcas não iam a lado nenhum. Em suma, a chave allen de 12 mm que fui comprar propositadamente para o efeito, serve agora de pisa-papéis.

Sob o olhar atento do Fafonso e do Miguel, via Skype, fui tentando várias coisas mas sempre sem resultado.

Finalmente, restou-me abanar a torneira, bater-lhe, dar-lhe uns safanões com a esperança de que isso soltasse a sujidade que estava a impedir a válvula de retorno da água fria de fazer o seu trabalho.

E não é que funcionou?

O meu pai chama-lhe a “pancada Belga”: é aquela palmada que damos no topo da televisão e – por ilógico que pareça – ficamos com melhor imagem. Ou o pontapé que faz o frigorífico voltar à vida, ou o soco que liga o computador.

E mais uma vez, a pancada Belga salvou o dia. Hoje, o Tiago tomou banho na banheira grande novamente e confesso que, depois de tudo resolvido e quando saí para ir finalmente trabalhar, senti-me como um verdadeiro super-herói.

Agora compreendo como é ser o Super Mario!

[tags]canalização, torneira, caos[/tags]

Tags

Deixar comentário. Permalink.

5 comentários a “O fim da saga”

  1. Conheço bem essa “pancada belga”, ainda agora tive de a aplicar diversas vezes para pôr a televisão do quarto (em fim de vida) a ressuscitar.

  2. Nmerdas says:

    Os Belgas é que sabem ;)

  3. Ana Nihil says:

    essa pancada é a minha preferida, já resolvi muitas coisas assim! resolve os problemas e alivia o nível de stress!!

    sinceramente, essa gente merecia ser processada, de facto parece que já não se trabalha como deve ser em certas áreas é o ora se isto ficar assim eles vão voltar e gastar mais dinheiro…argh!

    olha, queria-te/vos deixar os meus votos de um Natal maravilhoso, pleno de paz, tranquilidade e felicidade, que isso transborde para um Novo Ano que te/vos traga tudo de bom.

    desejo-te/vos/nos também um novo ano cinéfilo com tudo aquilo pelo qual andamos a salivar…ironman, dark knight, indy and soi on!!!

    beijos para os 3, ana

  4. tony says:

    Yay (baixinho para não perturbar o karma)!

  5. Bruno Amaral says:

    Ah pois, The Fonz usava uma variação da pancada belga para por a Jukebox a funcionar!

    Parabéns pela boa onda com que enfrentaste o dilema e obrigado pelo relato. :)

Deixar um comentário

Redes de Camaradas

 
Facebook
Twitter
Instagram