X-Men: The final stand

Publicado em , por Pedro Couto e Santos

Graças à Jonas, fomos ontem ver a ante-estreia do terceiro filme da série X-Men e aquele que é também o pior dos três.

Desde que, há mais de duas décadas atrás, descobri no fundo de um caixote, uma velha revista de quadradinhos, já sem capa, que contava as aventuras de um grupo de super-anti-heróis mutantes, que sou fan dos x-men.

Com o tempo, a BD deixou de me interessar: as histórias principais dos x-men já tinham sido contadas e aquilo começava a ser demasiada reciclagem com introdução de personagens novos… alguns completamente ridículos, como o Gambit que, entre outras coisas, lançava cartas de jogar.

Mas ocasionalmente gosto de revisitar as velhas histórias, sobretudo da época do John Byrne e a saga da Phoenix.

Era com algum entusiasmo que esperava o terceiro filme, que tinha a obrigação de contar a história deste complicado personagem.

Acho lamentável que o Bryan Singer tenha abandonado o projecto e levado consigo membros da equipa que fez os dois primeiros filmes. O terceiro x-men perdeu claramente com isso e fico agora na expectativa de que o Superman Returns seja um filme verdadeiramente fabuloso, para que tenha valido a pena “estragar” os x-men.

Claro que, um homem de collants azuis com as cuecas por fora das calças dificilmente dá “um filme fabuloso”, apesar de eu até gostar do superman.

X-Men: The final stand, sofre de diversos problemas. Além da saída de Bryan Singer como impulsionador do projecto, o realizador levou também consigo para o Superman, James Marsden (Cyclops), que, não sendo um grande actor, desempenhava um papel central na equipa de super-heróis, como toda a gente sabe. E assim, foi preciso matar (? – não se chega a perceber bem, no filme…), um personagem central.

Aliás, na primeira metade do filme, morrem dois personagens centrais aos X-Men: Cyclops e o próprio Professor Xavier.

Estas duas baixas, especialmente a de Patrick Stewart, retiram logo uma grande fatia do potencial da história.

História que, de si, já é bastante fracota. A ideia não é má: uma companhia farmacêutica descobre uma “cura” para o gene x, contrariando a mutação. Mas o desenvolvimento é pobre e não explora o potencial dos personagens.

Notoriamente inexplorada é a Phoenix – uma personagem fantástica na BD – que no filme passa 80% do tempo de pé, parada, calada e a olhar para o infinito. É verdade que quando entra em acção, Famke Jansen é o centro da melhor cena do filme: a morte do Professor Xavier, mas esperava muitíssimo mais.

As lacunas do filme são preenchidas com um exército de mutantes, a maioria dos quais inúteis e um bocado inventados à pressão que não adicionam nem retiram grande coisa à história e acabam por roubar o palco aos personagens principais.

Vale a pena ver, para fans da série, mas não chega aos pés dos dois primeiros filmes.

Tags

Deixar comentário. Permalink.

11 comentários a “X-Men: The final stand”

  1. ViciousCat says:

    Boas!
    Da próxima vez q comentes um filme n te esquecas de por um “SPOILER”…o q vale é q tb n ia mesmo ver o filme

    Cya ;)

  2. Macaco says:

    Hum, não me parece. Se não quiserem spoilers, não leiam nada sobre os filmes antes de os irem ver.

  3. Joe-Fagundes says:

    Eu gostei do filme, não é tão bom como o 2 e podia ser maior mas podia ter saído uma coisa má dali. Já agora, 44,5 milhões no 1º dia, esmagou o record para uma abertura a uma Sexta-Feira

  4. Macaco says:

    Eu também gostei do filme, mas não consigo esconder alguma desilusão… não que esperasse mais, mas a história tinha mais possibilidades.

  5. Joe-Fagundes says:

    Off Topic: Acabei de ver o ultimo ep da season 2 de Lost, tou siderado, não consigo descrever o ep, precisa de uma grande reflexão, vê o mais depressa possível

  6. Alberto says:

    Olha, vi ontem o filme. Gostei bastante, apesar de existirem várias críticas.
    Não sei pq mudar a história da Fenix. Foi a partir da saga da Fenix negra que a maioria dos antigos fãs de x-men começaram a colecionar a revista. Além disso, parece q a Fenix não possui uma personalidade. É só uma personagem angustiada, q mata a todos porque não tem mais nada pra fazer, ao contrário da entidade cósmica dos quadrinhos.
    A cena com o Ciclope também ficou muito a dever.
    Outra coisa ridicula, para os que realmente já acompanharam as histórias, é o Wolverine dando conselhos para os x-men… pelamordedeus… aonde já viu isso?? Vcs acham q um personagem como o Logan, que não mede ações, ia ficar perdendo seu precioso tempo encorajando alguem a lutar? Isso não é dele.
    Mas, no mais, acho q ficou um bom filme. O massacre de mutantes ficou bem feito, assim como a cena do MAgneto modificando a ponte de lugar. O final é excelente (após os créditos) e dá a dica de que irão ter outros longas. Pra mim, fã que sou, ficou um excelente filme. Poderia ser melhor, mas já é o bastante.

  7. rita says:

    pedro, viste o filme até ao fim, até depois dos créditos? É que *SPOILER* técnicamente … o Prof Xavier não morre, e a última cena mostra precisamente isso, quem saiu antes dos créditos acabarem, perdeu :) De qualquer forma, o segundo x-men é magnífico, excelente e intocável, mas adorei este terceiro, saí de lá muito satisfeita :)

  8. Macaco says:

    Eu sei que ele não morre… but that’s not the point :)

    A história da morte do Prof. X e sua consequente passagem para outro corpo, existe na BD, mas porquê fazer isso no filme, daquela maneira? Perdeu-se um dos melhores actores/personagens durante mais de metade do filme.

    Podiam ter seguido essa linha mais no fim da história e obtido o mesmo efeito.

    Eu também gostei do filme, simplesmente acho que perdeu o brilho dos anteriores.

  9. João Francisco says:

    acho que não podemos exagerar em relação ao filme x-men… Tas a dizer que o outro realizador levou personagens importantes e que isso prejudicou o filme, mas a storm (halle Berry) tinha se recusado a trabalhar com o antigo realizador, eles n gostavam um do outro, davam s mal. Mas percebo quando dizem que o filme podia tar melhor. É muito estupido a rogue perder os poderes, não corresponde, de todo, com a BD. Por outro lado na BD ela nao anda com o iceman, é com o gambit: que na minha opinião foi uma pena ele nao ter entrado na triologia, assim como outros personagens…

  10. Macaco says:

    O Gambit é uma tanga.

  11. Bom, eu sou do Brasil e, fico feliz de ver tantos colegas lusitanos presentes.

    Bom, vamos fazer uma análise, acerca dos comentários dos colegas de cima:

    1 – Nas HQs Antigas, o Ciclope chegou a morrer, sim! Só não me lembro quando ele morreu e como foi o retorno dele à vida.

    2 – Mudaram a origem ou história de alguns personagens, mas, tem coisas que, não estragam mto ou msm a história. Vejam bem: o fato de termos um Constantine americano, no lugar de britânico, um Homem-Aranha que solta teias naturalmente, no lugar de soltar com o lança-teias e outros exemplos similares não foram mudanças que prejudicaram as imagens dos seus respectivos filmes! O Fanático tbm não é mutante, e, isto, mesmo tendo desagradado a alguns, não foi visto por mim como um real problema.

    3 – Parece que, o elenco principal de X3 já assinou para um quarto filme. Marsden e Berry quase não fizeram este filme (quase, pois, o contrato original previa a participação deles em três filmes). Ela não queria mais saber de filmes de super-heróis (será que, foi por conta do fracasso de Mulher-Gato/Catwoman?). E, ele, por já estar comprometido com Superman. Singer previa dirigir este X3, depois dos eu Superman, mas, calhou de, os dois filmes saírem no mesmo período, praticamente, então… A FOX até quebrou o contrato que tinha com ele, que favorecia a parceria entre as duas partes. Aliás, será que, Berry e Marsden farão um quarto filme? Pelo que me consta, ele foi demitido da FOX (é mais um palpite mesmo, ele deve até voltar no Superman de 2009), e, ela não está mais disposta a fazer filmes de super-heróis. É esperar para ver…

    4 – Reclamaram deste filme ser mais curto do que o anterior, mas, ele (o terceiro e atual) dura quase a mesma quantidade do que o primeiro. 105 minutos (X-MEN), 134 minutos (X2) e 103 minutos (X3). Por que ninguém reclama da pouca duração do primeiro, então?

    5 – Admito que, a própria troca de diretores possa ter causado arrepios, mas, eu acho que, para o quarto, devem trocar de diretor (se não trocarem, eu só vejo o quarto se, a crítica for boa).

    6 – Singer se deu mal, pois, X3 está em cartaz em várias cidades do Brasil há uns 4 meses, enquanto Superman mal ficou um mês. Agora, quero ver Singer recuperar o prestígio. Dirigir X-Men de novo, está fora dos planos da FOX, então… Sós e, o próximo Superman (2009) for BOM mesmo, senão… Ele nunca mais fará nada de decente na vida, a exemplod e outros diretores (antes) famosos.

    7 – Realmente, foi muita c*n*lh*c* do Singer levar os roteiristas e James Marsden para Superman, ele NÃO podia ter feito isto! Reclamem o que quiserem do novo diretor, mas, algumas mudanças (como estas), NÃO foram culpa dele! O diretor e os roteiristas têm que trabalhar com o que eles têm à sua própria frente… Marsden AINDA deu sorte, pois, gravou 5 minutos de filme (no segundo, foram 25) e, entrou para a lista de elenco principal. Agora, quero ver ressucitarem o Ciclope, pois, se, a Liga da Justiça não funciona sem o Superman, o mesmo vale para o Ciclope de X-MEN!

    8 – Os atores Jean-Claude Van Damme e Josh Holloway receberam propostas para o papel de Gambit, em X2 e 3, respectivamente. O primeiro, não aparece, não sei por que. O segundo, considerou o eprsonagem (Gambit) muito parecido com o que ele faz na série de TV Lost.

    9 – O filme NÃO foi dos melhores, mas, a bilheteria foi boa o bastante, para garantir uma continuação. Tomara que, a FOX não faça a mesma burrada que, a Warner fez, com Batman. Batman Eternamente/Batman Para Sempre deu uma bilheteria TÃO alta, que, deixaram Joel Mamilos fazer o quarto filme como BEM entendesse. O resultado: todos aqui já sabem… Nem preciso dizer mais nada!

    Uma boa semana a todos… Um dia, pretendo conhecer Portugal! Um dia, pois, moro com minha mãe e não tenhor enda. Mas, ouço falar muito bem do “Porto dos Galos”… Falou! :)

Deixar um comentário

Redes de Camaradas

 
Facebook
Twitter
Instagram