Latan iap

Publicado em , por macaco

Uma das histrias de BD mais divertidas do Trito so as aventuras do Capito, do seu fiel companheiro Dominguez, o s de Espadas e do seu arqui-inimigo Trito, o Terrvel. A dada altura, num episdio ainda indito, surge o terrvel Latan Iap, que , nada mais que, obviamente, o Pai Natal. No preciso ser um gnio dos anagramas para perceber a coisa…

Tudo isto para dizer que hoje foi o dia do Latan Iap.

Tambm vulgarmente conhecido por Festivus. O Festivus uma data amplamente celebrada pela minha famlia, desde sempre e este ano no foi excepo.

Mas, como as famlias tm tendncia para crescer e criar novas necessidades para si prprias, a coisa comeou a tornar-se complicada de gerir. Eu e a Dee partamos para Palmela, na noite de 24, para jantar e trocar prendas, o mais rapidamente possvel com os avs, tios, primos e etecetra da Dee, para ainda voltarmos para Almada, ou Massam, conforme a quem calhasse na rifa esse ano a organizao, para entusistica troca de prendas com os meus tios, avs, primas e etecetra.

O mesmo se passava com a Marta e o Cunhas e a coisa comeou a precisar de uma volta. Foi assim que, desde o ano passado comemos a dividir as portentosas trocas de prendas entre o dia 24 e o dia 25. E assim, eu e a Dee passmos a passar a noite de 24 em Palmela e depois a tarde de 25 em casa dos meus pais. A coisa tornou-se mais gervel.

Este ano fui trabalhar no ddia 24; juntamente com mais trs ou quatro colegas eramos os nicos no piso. Foi um dia calmo e produtivo, apesar de tudo. A meio do dia, a Dee partiu para Palmela com os pais.

Ao fim do dia, rumei a casa, tomei um banho, troquei de roupa e meti-me no Merc, por entre o trnsito fantico da noite de natal, em direco a Palmela, pois claro.

Jantou-se, conversou-se, trocaram-se prendas. As coisas do costume. E correu tudo muito bem, com calma e descontrao… No fora, obviamente, o meu ataque de asma causado pelos papis de embrulho que ardiam na lareira. A falta de ar desencadeou uma tosse bastante incomodativa, que acabou por resultar no vmito do belo jantar de natal.

Um bom natal, portanto.

Mas enfim, felizmente, mesmo antes de sair de casa tinha resolvido pegar no Combivent e por isso, resolveu-se a coisa relativamente depressa.

No dia 25 levantmo-nos tarde e por volta das duas fomos para casa dos meus pais. Desta vez almoou-se, mas, para no variar, trocaram-se tambm prendas… uma quantidade bastante mais significativa de prendas, como j vem sendo hbito.

A coisa correu particularmente bem este ano, exceptuando alguns glitches, como livros repetidos por engano e, claro, o facto de ter comprado uma extensa e luxuriante coleco de lingerie para a Dee, da qual, absolutamente nenhuma pea lhe serviu. :-)

Pronto, para o ano h mais.

Tags

Deixar comentário. Permalink.

Deixar um comentário

Redes de Camaradas

 
Facebook
Twitter
Instagram