Que depresso…

Publicado em , por macaco

Estive a reler alguns captulos das Memrias de um Fumador, o que me despertou a vontade de dar uma vista de olhos nos meus dirios mais antigos.
Foi assim que passei duas horas a ler dirios dos anos 90… e que profunda tristeza! No sei bem como explicar, mas tudo aquilo me entristece: os relatos desanimados e desinteressados da Faculdade e do meu curso, os discursos paranicos sobre dinheiro e a sua aplicao em componentes para computadores, uma sensao opressiva de isolamento que no era assim to real, mas que foi o que acabou por ficar nos dirios e as descries de mais uma longa e depressiva conversa com a Dee neste ou aquele dia.
Ser que nada se aprende com os anos?
Acho que muitas das minhas atitudes mudaram entretanto, que como quem diz, nos ltimos dez anos. Mas no fundo acho que h determinadas atitudes e comportamentos que me perseguem e comeo a sentir que devo resignar-me e aceita-los.
No consigo porm de deixar de pensar que estou a precisar de uma mudana radical na minha vida. daquelas noes romnticas que nos assaltam ocasionalmente: e se eu agora fugisse para o Tibete e fosse pastorear cabras e estudar Budismo? E seu eu de repente me tornasse jardineiro e fosse trabalhar para a Cmara Municipal, com um sindicato e tudo? E se eu saltasse do oitavo andar, s para ver como era? E se eu emigrasse para os Estados Unidos e abrisse uma barraquinha em Times Square que s vendesse pastis de nata e bicas portuguesa?
E no fundo tudo isso tanga, tudo patetices sem sentido, coisas idiotas que me ponho aqui a escrever s porque de vez enquando me assaltam as ideias e raramente as escrevo.
E agora, o que que eu fao a seguir?

Tags

Deixar comentário. Permalink.

Deixar um comentário

Redes de Camaradas

 
Facebook
Twitter
Instagram