Mais um system crash…?

Publicado em , por macaco

No passado dia 2 de Março escrevi um post sobre mais um system crash. Hoje, por incrível que possa parecer, aconteceu-me exactamente o mesmo… passaram 26 dias.

Quando saí de casa de manhã o windows já não bootava e uma tentativa exploratória de re-instalar o windows deu-me o habitual cenário do scandisk a passar-se completamente e de muitos dos meus ficheiros a serem calmamente erradicados.

Quando voltei ao fim do dia, lancei-me à peça, mas, estúpido que possa parecer, nem me lembrei do que tinha feito, há menos de um mês atrás, para resolver a situação. Resultado: três horas de trabalho e mais um clean install do windoze.

Mas pronto, tá a funcionar, já não vale a pena gastar mais stress com isto.

Entretanto tenho que sublinhar que estou completamente apaixonado pelo “Familiar feeling”, que é a primeira faixa do novo “Statues” dos Moloko, em si um álbum fabuloso.

Esta música é daquelas que eu oiço 200 vezes sem me cansar, de preferência no máximo volume que me é possível sem atrair a atenção dos B52s en route para o Iraque. É daqueles hinos dentro do seu próprio estilo e se as linhas de baixo matassem, esta ganhava a guerra.

Até comprar o CD na quinta feira às onze da noite (viva a fnac! viva o forum almada!) só tinha ouvido a versão edit que passa na tv e quando finalmente ouvi a versão do álbum em todo o seu esplendor de seis minutos e meio, com uma intro de Hammond que vai crescendo até um quase-caos de instrumentos enquanto a Roisin Murphy repete “Nothing can come close”, tive uma experiência quase religiosa.

Depois da intro, a música toda pára e a voz límpida da Roisin Murphy começa a cantar a melodia principal, acompanhada de guitarra acústica, rapidamente junta-se a percussão e depois… uma linha de baixo melódica estilo disco-sound, daquelas que valem o disco inteiro. Que portento!

Os Moloko escreveram até hoje algumas das melhores músicas que conheço, sem dúvida.

E, obviamente, estou a ouvir o “Familiar feeling”, full blast, nos meus AKG, às três da manhã…

Tags

Deixar comentário. Permalink.

Deixar um comentário

Redes de Camaradas

 
Facebook
Twitter
Instagram