Entrevista Revista Valor

Publicado em , por macaco

Acordar s 7, eis algo que j no fazia h bastante tempo. Mas no custou nada, por acaso.

Fui para Lisboa ter com o Pato e com o Nelson. Apanhmos o combio para Belm e andmos at ao CCB. Foi a que tivemos uma estreia: primeiro fomos entrevistados por uma jornalista muito simptica, que vai escrever um artigo sobre ns para a seco “equipas” da revista Valor. Depois veio o fotgrafo da dita revista e vez vrias fotos de ns os trs para o artigo. No final ficmos pelo Centro para nos encontrarmos com um segundo fotgrafo, que fez mais uma srie de fotos nossas, desta vez para a revista Exame, que ter um artigo sobre ns tambm e para o qual j tnhamos enviado a entrevista por e-mail.

E pronto, mais uma estreia, vamos ver agora como saem as fotos e os artigos.

Almomos por ali, num restaurante que no sei dizer se era bom porque mesmo quando comeava a comer deu-me uma coisa parva: fiquei com a cara dormente, lngua includa, por isso a comida no soube a nada.

Falmos um bocado sobre vrios assuntos da empresa e ainda demos um saltinho Virgin onde eu e o Nelson comprmos bilhetes para irmos ver o Steve Vai na Aula Magna. Aproveitei ainda para comprar o single “Fast as you can” da Fiona Apple, que eu acho uma msica excelente.

Pirei-me para casa com o meu novo PhotoShop 5.5, que a Patrcia j tinha recebido e tinha l para me dar… ah, adoro estes caixotes de software novinho em folha. Os meus pais deram c um saltinho para me verem e conclurem que no tenho nada na porcaria da cara. Estou oficialmente a ficar maluquinho.

Comentar

Tags

Nokias e coisas

Publicado em , por macaco

Acordei tarde hoje, graas a um jogao de Quake III Arena com o Nelson ontem at s 3:30 da manh. Pior ainda foi que durante duas horas no consegui ligao, o que me atrasou o dia ainda mais.

Assim como assim ainda consegui safar o que tinha que fazer hoje, mas o trabalho comea a tomar propores colossais e hoje, alm dos habituais pedidos de propostas para trabalhos, recebemos cinco ofertas de pessoas que querem trabalhar connosco. L pretendentes no faltam…

Por volta das 15:30 fui loja Telecel aqui do burgo (pareo o ADSS a falar), todo contente, com a histria do meu pai e do prprio ADSS, os dois donos de um Nokia 3210, que compraram em regime de assinatura mensal por uns mseros 14 contos.

Claro que eu com a sorte do costume apanhei a dita promoo no fim e o telefone custa agora 27 mocas, qu p’ra no ser parvo. Voltei para casa de mos a abanar, porque, ainda por cima, para aderir ao contrato mensal da Telecel preciso apresentar um recibo da gua ou da luz para confirmar a morada… vivemos na idade da pedra, est visto.

J ao fim do dia resolvi dedicar os poucos minutos que faltavam para transformar as minhas maquetes neste novo dirio, j estava cansado do outro.

Vamos ver quanto tempo dura este…

Comentar

Tags

American Beauty & Gabriel Knight

Publicado em , por macaco

Hoje acordei mais uma vez agitado com um sonho estranhssimo. J o terceiro do gnero. Embora todos diferentes, os sonhos envolvem sempre uma grande quantidade de pessoas, todas da minha famlia. Prefiro no entrar em pormenores, at porque com o passar do tempo eles so cada vez menos claros. Mas no foi um acordar muito agradvel.

Pior ainda porque acordei com uma monumental dor de cabea, costas e pescoo.

Fui com a Dalila para Lisboa ter com a Carla para irmos ao Monumental ver um excelente filme chamado “American Beauty”, que aconselho desde j. Sensacional, com o Kevin Spacey a fazer um dos melhores papis em que j o vi… e vocs, gostam de msculos?

No entanto, o facto de ter ficado na segunda fila, do lado esquerdo e ter passado o filme inteiro de pescoo torcido (era em 70 mm ainda por cima) acabou comigo completamente. Sa de l com uma dor de cabea ensurdecedora, no conseguia mexer a cabea ou rolar os olhos, doa-me a cabea toda, inclundo os dentes. Passado um bocado de termos sado do cinema j estava de tal forma que comecei a ouvir tudo muito ao longe e a sentir alguns desiquilbrios ocasionais. Foi muito estranho. Mas enfim, viemos para casa e tomei dois ben-u-ron que fizeram efeito ao fim de um bocado.

Depois de me sentir um bocado melhor, vimos para o computador (sim eu sei, no devia…), acabar o Gabriel Knight: Blood of the Sacred, Blood of the Damned, para completar a maratona de mais de seis horas a jogar que tinhamos feito ontem (sim, eu sei que provavelmente por isso que me doam as costas e o pescoo hoje).

O jogo muito giro, fcil q.b. e difcil q.b. tambm. H umas partes um bocado irritantes, depois de um jogo enorme a pensar tem partes de “quase aco” em que a rapidez conta um pouco, para depois acabarmos numa sala com um mostrengo faclimo de matar e The End. Um bom jogo, na tradio dos predecessores, embora o personagem principal se torne um pouco irritante por ser to saloio, mas esse tambm o seu “encanto”, suponho.

A seguir temos o Amerzone para jogar.

Comentar

Tags

Stuff

Publicado em , por macaco

Passou uma semana desde a ltima vez que escrevi, sobretudo porque estive um bocado sem acesso ao grid e as coisas foram passando.

Na quarta-feira passada fui fazer um raio-x trax por causa da tosse que tenho h quase um ms, just in case. Na quinta fui almoar com o ADSS Cervejaria Chiado, que tem um logotipo copiado da banda americana dos anos 70 “Chicago” ou melhor dizendo “Chicago Transit Authority”, que era o nome completo mas menos usado. Autores de grandes msicas da poca, como “25 or 6 to 4” ou “Does Anybody Really Know What Time it is?”… o ADSS e o Nelson no sabiam quem eram… tsk tsk tsk… Foram mais marcantes que a Natlia Correia, rapazes :)

Ontem tambm a minha me fez anos. Parabns, pois claro. Jantmos no chins e eu e a Dalila oferecemos um Emporio Armani minha me. Pormenor interessante e definidor, creio eu: quando cheguei a casa com o perfume a Dalila perguntou-me se tinha comprado por ter gostado do cheiro… a verdade? Nem cheirei :)

Parti do princpio que era bom, no ? Claro que tive uma ajuda a imperatriz dos cheiros, que a minha maninha, que me sugeriu aquele “modelo” (diz-se modelo?).

Hoje fui de manh para o Banco apanhar seca espera do gestor da conta da nitro que felizmente um tipo impecvel e que faz esquecer um bocado o asco que tenho de bancos, conversei um bocado com ele, tratei de umas coisas e passei o resto do dia e noite a trabalhar, com ocasionais intervalos de 15 minutos para comer e jogar um nadinha de Gabriel Knight. Passmos hoje para o dia 3 no jogo e j resolvemos o que eles chamam o puzzle mais complicado. No foi muito difcil, vamos ver como corre o resto do jogo que vai agora a meio.

Comentar

Tags

Tempos interessantes

Publicado em , por macaco

Que dia to interessante.

O pior mesmo que foi um dia muito interessante mas no vou contar aqui a parte principal, por razes profissionais, obviamente (sim, os designers podem no ser mdicos nem advogados mas tm a sua tica, caramba!).

Comemos de manh, os trs nitros numa renuio no Sapo. Uma reunio simples e rpida sobre um trabalho em curso, nada de mais.

Fomos depois almoar. Fomos a um almoo/reunio a um restaurante Japons chamado “O novo Bonsai” na Rua da Rosa, eu comi Sushi e Sashimi e, sinceramente, at gostei, eu que detesto peixe e que sempre pensei que cr ainda seria pior.

No , mas mais tarde fiquei mal disposto e durou-me quase o dia todo, um revs, sem dvida…

Pronto, sobre este almoo que no posso falar mais, embora possa adiantar ao ADSS que vamos ter que falar com ele em breve e que o dito almoo lanou a discusso e marcou o tema para a tarde e, provavelmente, o fim de semana todo.

No fim do almoo partimos para casa do meu av, onde ele nos ps ao corrente da contabilidade, nomeadamente da septuplicao da nossa facturao do primeiro ano para o segundo (foi a parte melhor), agora aguardamos para saber se os deficientes do PSD chumbam ou no o oramento geral para termos a certeza que nos qualificamos como micro-empresa e, em vez de 34% pagamos s 20% de IRC. Era bom.

Falmos tambm com a minha tia sobre o possvel futuro (e mesmo presente) papel de gestora que ela poderia assumir na nitro. Falmos sobretudo, como se imagina, sobre o almoo dessa tarde e respectivas implicaes.

Quando voltei para casa as minhas pernas j no pareciam minhas, de tal forma se faziam sentir os exerccios de kung-fu desta semana. Amanh no vou conseguir ir aula.

Pronto, ficamos por aqui.

Comentar

Tags

Entrevista Revista Valor

Publicado em , por macaco

Acordar s 7, eis algo que j no fazia h bastante tempo. Mas no custou nada, por acaso. Fui para Lisboa ter com o Pato e com o Nelson. Apanhmos o combio para Belm e andmos at ao CCB. Foi a que tivemos uma estreia: primeiro fomos entrevistados por uma jornalista muito simptica, que vai […]

Ler o resto

Nokias e coisas

Publicado em , por macaco

Acordei tarde hoje, graas a um jogao de Quake III Arena com o Nelson ontem at s 3:30 da manh. Pior ainda foi que durante duas horas no consegui ligao, o que me atrasou o dia ainda mais. Assim como assim ainda consegui safar o que tinha que fazer hoje, mas o trabalho comea a […]

Ler o resto

American Beauty & Gabriel Knight

Publicado em , por macaco

Hoje acordei mais uma vez agitado com um sonho estranhssimo. J o terceiro do gnero. Embora todos diferentes, os sonhos envolvem sempre uma grande quantidade de pessoas, todas da minha famlia. Prefiro no entrar em pormenores, at porque com o passar do tempo eles so cada vez menos claros. Mas no foi um acordar […]

Ler o resto

Stuff

Publicado em , por macaco

Passou uma semana desde a ltima vez que escrevi, sobretudo porque estive um bocado sem acesso ao grid e as coisas foram passando. Na quarta-feira passada fui fazer um raio-x trax por causa da tosse que tenho h quase um ms, just in case. Na quinta fui almoar com o ADSS Cervejaria Chiado, que […]

Ler o resto

Tempos interessantes

Publicado em , por macaco

Que dia to interessante. O pior mesmo que foi um dia muito interessante mas no vou contar aqui a parte principal, por razes profissionais, obviamente (sim, os designers podem no ser mdicos nem advogados mas tm a sua tica, caramba!). Comemos de manh, os trs nitros numa renuio no Sapo. Uma reunio simples e […]

Ler o resto

Redes de Camaradas

 
Facebook
Twitter
Instagram