Macacos sem galho

Matadora

Publicado em , por Pedro Couto e Santos

Hoje ao fim da tarde, a cozinhar como é habitual, entra-me a Joana na cozinha, de passo apressado: “pai! Abraço!”.

Ajoelhei-me no chão, ela atirou-me os braços ao pescoço e encostou-me a cabeça ao ombro durante uns segundos. E depois fez-me um enorme sorriso e voltou para a sala para ver Tom & Jerry com o irmão.

Esta miúda mata-me.

Tags

. .

Deixar comentário. Permalink.

Leave a Reply