Macacos sem galho

A tortura de ver um filme

Publicado em , por Pedro Couto e Santos

A minha filha Joana gosta de subir para cima do móvel da sala e escolher um filme da estante bookworm que temos na parede.

Este sábado de manhã, optou pelo Despicable Me.

É um dos meus filmes animados preferidos, cheio de humor e com uma história invulgar e divertida.

No entanto, colocar o filme para os miúdos é uma espécie de tortura chinesa que nos é propiciada pelos editores. Antes do filme surgem uma quantidade infindável de logotipos, avisos, informações, promoções e outras idiotices que, no caso particular do blu-ray deste filme, duram mais de cinco minutos.

Para uma criança de ano e meio que acabou de pedir um filme, cinco minutos é uma insuportável eternidade e para um pai que está a tentar deixar a criança entretida para poder ir beber um café, é uma irritação digna de vendetta sobre os responsáveis, daquelas que mete cabeças de cavalo.

Mas eu fiz uma lista, para ser mais claro. Vejamos, antes do filme arrancar temos:

  • Loading bar
  • Logotipo da Universal
  • Logotipo da Universal animado
  • Promoção ao blu-ray (inútil, visto que eu estou a ver um blu-ray, porque já tenho um leitor de blu-ray e compro filmes em blu-ray, estão a vender-me algo que eu já tenho)
  • Logotipo
  • Promoção a outro filme (skipable)
  • Logotipo
  • Promoção a outro filme (skipable)
  • Promoção a um parque temático (skipable)
  • Logotipo
  • Menu de linguagem
  • Aviso legal
  • Informação sobre as opiniões dos intervenientes não reflectirem as do editor
  • Aviso sobre capacidades do blu- poderem requerer um update de software
  • Mensagem de agradecimento a quem comprou o disco
  • Promoção a outro filme (not skipable)
  • Logotipo
  • Outro logotipo
  • Menu principal
  • Filme!

Com os skips que pude fazer, consegui reduzir a experiência a apenas 3 minutos. O processo pára duas vezes, uma para se escolher a língua e outra, no menu principal onde se escolhe arrancar com o filme ou outras opções, pelo que não se pode deixar a correr e esperar que mais tarde ou mais cedo o filme arranque, não: é mesmo preciso estar a monitorizar a coisa.

O que é que apetece? Apetece ripar o filme para um disco rígido de forma a poder aceder-lhe sem demora quando os miúdos o quiserem ver.

Mas depois, vem a Canavilhas e lixa-nos!

Numa época em que se fala tanto de UX que até já há tipos que são especializados na coisa, este é um excelente exemplo de uma péssima experiência de utilização, em que o utilizador é castigado por ter comprado um produto original em que o editor se acha no direito de impingir produtos e marcas porque, nessa altura, tem o espectador na palma da mão.

Tags

. . .

Deixar comentário. Permalink.

8 Responses to “A tortura de ver um filme”

  1. HCarvalho says:

    Podes ripar a tua colecção, não é ilegal e com os codecs actuais cada filme de animação ocuparia uns 2.2 gigas.
    É o que faço com as minhas séries e filmes, tudo ripado e colocado no meu servidor com 10TB, assim não preciso de andar com os meus DVDs para trás e para a frente.
    Sendo que com o meu Media Player eu consigo aceder ao servidor via cabo de rede e com um User Interface bastante porreiro:
    http://img341.imageshack.us/img341/2889/imgdb.jpg
    http://img716.imageshack.us/img716/5571/semnome2.jpg

  2. BL says:

    Tenho um media center (mini-mini-pc) com XBMC (e Linux) com (quase-)todos os DVDs ripados. Aqueles que criei a cópia ISO e não ripei são os que me arrependo, afinal ainda tenho de ver o estúpido anuncio do “voçê não roubaraia não-sei-o-quê” … que seca!

    Os discos físicos têm tb o problema de se poderem riscar, o mesmo Depicable Me que tu falas não o consegui ver, o meu puto tirou-o da caixa (novo!) e simplemente limpou o chão com ele … DVD acabado de comprar para o lixo.

    BL

  3. Bruno Figueiredo says:

    Pedro, não funciona em todos os discos mas funciona em alguns: metes o disco e depois do loading clica duas vezes em Stop e depois Play. Em muitos discos começa a tocar logo o filme. Em alguns precisas de fazer três vezes Stop e depois Play. Testa e vê quais dão. Sempre se reduz a frustração.

  4. Bruno Figueiredo says:

    Se não der podes sempre carregar no botão dos capitulos do comando e escolher o primeiro que toca logo o filme.

Leave a Reply

Temas

Categorias