De volta para a prisão, sem passar pela partida

Publicado em , por Pedro Couto e Santos

São quatro da manhã.

Estou sentado ao computador a comer Lay’s Gourmet e a escrever um post, porque não consigo dormir.

Fui para a cama, cheio de sono, às onze e meia e cinco minutos depois estava na sala a jogar Playstation. Voltei para a cama perto da uma e tentei dormir, sem sucesso.

Passadas quase duas horas, adormeci.

Passados dois minutos acordei com o Tiago e a mãe em amena discussão: “Queres água?”, “não!”; “Tens fome?”, “não!”; “Vamos dormir.”, “não!”.

Ao que parece, praticamente assim que adormeci finalmente, o Tiago acordou e decidiu que era a altura ideal para explorar as hipóteses de já não ter a grade na cama. A mãe foi dar com ele a vaguear pela casa às escuras. Recusou água, não quis comer e voltar para a cama nem pensar. Aliás, tocar-lhe era impossível, porque se abanava todo para que não o agarrassemos.

A decisão de voltar a montar a grade não demorou muito ser tomada. Afinal, a sua remoção não serviu para nada que não nos desse dores de cabeça: primeiro, ele começou a recusar a sesta ao fim de semana e agora deu-lhe para se levantar às 3 da manhã e passear pela casa.

Como ele estava completamente a cair de sono, já quase sem conseguir aguentar a cabeça, sentei-me ao lado dele e aos poucos foi-se deitando no meu colo. Repetimos a rotina de ir para a cama, com o projector a tocar a musiquinha e no fim o costume: “oh! acabou!”—diz ele—dou-lhe um beijo e meto-o na cama, ele agarra nos bonecos e despede-se—”bye bye, papá”. E pronto, está a dormir.

Eu, claro… estou aqui sentado ao computador, a comer Lay’s Gourmet e a escrever um post, porque não consigo dormir.

Tags

Deixar comentário. Permalink.

5 comentários a “De volta para a prisão, sem passar pela partida”

  1. LeNiTa says:

    Muito bem…às 4 da manhã foi colocado este post porque alguém não conseguia dormir…Neste preciso momento são 5h03 e eu estou sentada em frente ao computador mortinha de sono…Mas o trabalho chama e a força de vontade começa a ser pouca para dormir 2 ou 3 horas por noite. Li recentemente um artigo na FHM sobre o blog e decidi dar uma olhadela…E desde já sim senhor…Muito bom e gostei bastante do que vi, superou as minhas expectativas. Espero que o bom trabalho continue.
    Cumprimentos

  2. Nuno Saraiva says:

    É caso para dizer: Tal pai tal filho.

  3. Bezierk says:

    yo, pedopsicologia diz-nos que essas cenas sao lutas de poder fundamentais entre pais e filho que vao definir a vossa relação para todo o sempre. isso e as recusas de comer e etc etc etc.

    pronto, dois centos de opiniao. mas de euro…

  4. Vitor says:

    Comer batatas fritas enquanto se escreve no teclado do PC… Como consegues sem deixar um rasto de gordura no teclado? (ou não consegues? – ou teclas só com uma mão?) ;)

Deixar um comentário

Redes de Camaradas

 
Facebook
Twitter
Instagram