Macacos sem galho

Popular

Publicado em , por Pedro Couto e Santos

Tenho estado em casa, doente, só saio de manhã para levar os miúdos à escola e ao fim do dia para os ir buscar. Por essa razão, tenho ido buscar o Tiago, coisa que não é muito habitual porque geralmente estou a trabalhar quando ele sai da escola.

Ontem, cheguei a recreio e ele estava sentado num degrau com uma amiga, com um ar sofrido, veio ter comigo e disse-me que tinha partido o braço. A amiga dele confirmou: tinha um dedo picado e o braço partido. Coitado.

Quando já o tinha ao pé de mim, a amiga escapuliu-se por trás das cordas que separam o recreio e veio dar-lhe um beijinho. Voltou para trás e informou-me: ele é o meu namorado!

À noite, depois de eu contar a história, a mãe perguntou-lhe: “Então, a I. é tua namorada?”. “Sim!”, respondeu ele. “E sabes o que isso quer dizer?”. Não hesitou: “Quer dizer que gosta de mim.”.

“Então e tu gostas dela?”. Gosta.

Mas a coisa não fica por aqui, porque, ao que parece, o meu filho está muito popular entre as meninas lá da sala.

Hoje viu-me ao longe e veio a correr acompanhado de outra amiga (diferente da de ontem). Ela miou-me. “Olá, és um gatinho?”, perguntei.

“Sou o gatinho do Tiago!”, explicou.

Perguntei ao Tiago, que confirmou e acrescentou que as outras duas que entretanto se aproximavam, também eram os seus gatinhos.

Quando já tinha o Tiago ao pé de mim para me ir embora, as três miúdas atiraram-se a ele – perdoem-me a expressão inevitável – como gatos a bofe e encheram-no de beijinhos. Ele sempre com um ar semi-ausente, como convém.

Lá ao fundo, outros rapazolas, lutavam por uma coisa qualquer de plástico.

Claramente, o Tiago fez a melhor opção.

Tags

. . .

Deixar comentário. Permalink.

4 Responses to “Popular”

  1. Pedro Melo says:

    O nosso Manel é do mesmo estilo. Na pré-primária, meteu-se na dança. Era o único macho, de resto só miúdas, adorava aquilo.

    Nas salas dos três e quatro anos trocava de namorada mensalmente. Era muito certinho, apenas uma (ok, fora as duas que tinha lá em casa, mas na escola era só uma) de cada vez, mas todos os meses, toca a rodar.

    No final do ano da sala dos quatro anos, casou-se com a namorada da altura. Mas casamento a sério, com direito a cerimónia, padre, testemunhas, e super beijo (temos video, vários ângulos, vai dar jeito para fazer chantagem com ele quanto tiver ai uns 12-13 anos).

    Mudou de escola, e na sala dos 5 anos, ficou noivo novamente (a anterior esposa ficou na escola anterior), mas desta vez juntou o útil ao agradável e foi para uma mulher mais madura e experiente: a educadora de infância da sala dos 3. Teve direito a alianças, feitas em casa com papel e fio.

    Na nova escola, não havia dança, mas como já percebeu o truque de como ser o centro das atenções de um grupo de miúdas, optou pela next best thing: está no ballet, é novamente o único macho, e adora aquilo, anda sempre lá por casa a treinar as piruetas.

    Vai ser bonito vai… Já me estou a ver a receber os pais irados lá em casa… Este vai aprender o que são preservativos muito muito cedo.

  2. artur says:

    Esta tarde, o Tiago confirmou que tem um caso com a I. Lindo!

  3. Natacha says:

    Ganda Tiago. Já eu tenho uma prima (fará 3 anos em março) que diz que namora com o Manel lá da escola. “E dás-lhe beijinhos?”, perguntou-lhe a avó. “Ó avó… [uma perna flectida e as mãos a acompanharem a expressão] Eu até o amasso TODO!”

    O Manel corre todos os dias para as educadoras a fugir das investidas da garota. Ao que parece é mesmo ao estilo LAPA. E ainda não têm 3 anos, relembro.

    Vou só ali mentalizar-me que a minha vez também está a chegar…

Leave a Reply

Temas

Categorias