Macacos sem galho

Rushfit

Publicado em , por Pedro Couto e Santos

Comecei esta semana um novo programa de exercício doméstico.

Chama-se Rushfit e é um programa, em vídeo, para fazer em casa, com o nome do Georges St. Pierre, que também aparece nos vídeos a treinar com o seu treinador, Erik Owings, autor do programa.

O Georges é um lutador de MMA (mixed martial arts), canadiano, com uma carreira de 22 vitórias e 2 derrotas, enfim, um fulano que está mesmo bem posicionado para ser a cara de um programa de treino em vídeo. É o caso, com o Rushfit – ‘Rush’ é a alcunha do GSP.

Ainda só fiz 3 vídeos, mas posso já dizer que estou a gostar mais do que do P90X que fiz no ano passado.

Se o P90X é simples e requer muito pouco equipamento, o Rushfit requer ainda menos. O primeiro dura 3 meses, com um vídeo para cada dia da semana, pede halteres, barra de elevações, tapete, bloco de yoga e uma cadeira; o segundo dura dois meses, tem três programas (iniciado, intermédio e avançado), permitindo o primeiro que se façam apenas 3 a 4 vídeos por semana, intercalados com qualquer forma de cardio que se queira e, no limite, pede apenas um par de halteres, embora eu também use tapete, nalguns exercícios.

Os treinos do Rushfit também são mais curtos, durando 45 minutos, embora, com aquecimento e arrefecimento, acabe por se levar uma hora e são compostos de blocos de 5 a 10 minutos de exercícios intensos, com pausas de 30 segundos de descanso entre eles.

Como exemplo, a primeira semana do programa para iniciados é:

  • Dia 1: vídeo de força e endurance
  • Dia 2: cardio
  • Dia 3: vídeo de força abdominal e core
  • Dia 4: cardio + vídeo de alongamentos e flexibilidade
  • Dia 5: vídeo de condicionamento para luta
  • Dia 6: cardio + vídeo de equilíbrio e agilidade
  • Dia 7: descanso

Como se vê, em último caso, o programa pode ser simplificado usando apenas o dia 1, 3 e 5 – ou seja, 3 vídeos “mais puxados”. Ou pode seguir-se uma versão intermédia, com os 3 dias de vídeo, mais os 3 dias de cardio, mas eliminando os vídeos de flexibilidade e agilidade, ou, finalmente, fazer-se o programa completo conforme apresentado acima.

Digo que se podem fazer estas adaptações, porque me parecem lógicas, não porque tal venha referido no guia de treino.

Quanto ao cardio, o programa deixa em aberto o exercício que cada um deseje fazer, desde que se cumpra o tempo, que é meia-hora apenas, passando a 40 minutos ao fim de um mês e a intensidade, que deve ser  média, ou seja a 70-80% do ritmo cardíaco máximo para a idade.

Antes de começar, deve fazer-se o vídeo de ‘assessment’ para depois podermos verificar os nosos resultados. Este vídeo, que está disponível no site e podem fazer já, consta de 4 exercícios apenas e durante um minuto para cada um, devemos tentar fazer o máximo de repetições possível. O descanso é mínimo, entre rounds.

Os meus resultados foram:

  • 55 agachamentos
  • 31 flexões
  • 30 sit-ups
  • 9 burpees

Como referência, o George faz, respectivamente: 75, 57, 55 e 22.

Para fazer este treino, comprei um par de halteres de 5 kg, da Reebok, que tive a sorte de encontrar na SportZone, já que, geralmente, é difícil encontrar pesos de mão acima de 3 kg.

Para já, tendo feito 3 dos principais vídeos, os 5 kg chegam perfeitamente.

Finalmente, como são os vídeos? Bom, podem contar com agachamentos a diversos ângulos, flexões, saltos, socos, pontapés e joelhadas, mudanças de plano (ie, levantar e baixar), trocas de pernas, situps diversos e, basicamente, uma mistura de movimentos isométricos e dinâmicos, com algumas coisas mais explosivas, alguns movimentos complicados de apanhar, mas não muitos e uma dose adequada de movimentos compostos (o DVD de condicionamento de luta, por exemplo, está cheio de combinações de passos, socos, pontapés, joelhadas e mudanças de plano).

Fiquei extremamente mal disposto depois do assessment e depois do primeiro dia. Mas entretanto, tenho-me levantado às 6 e comido algo antes de treinar e não voltei a sentir-me mal. Pelo contrário, estou a chegar ao fim da primeira semana e sinto-me muito bem e com vontade de continuar.

Tags

. . . . . . .

Deixar comentário. Permalink.

6 Responses to “Rushfit”

  1. Boas,

    Fiquei foi sem perceber uma coisa, estás a seguir apenas 1 DVD? Se sim qual?

    Thanks

  2. Michel says:

    Vou começar esse treino daqui duas semanas.
    Irei tentar o intermediario visto que ja faço musculação há 3 anos.
    Nao me parece aqueles treinos milagroso de ganhar 20kg de musculos em 8 semanas, visto que o foco é melhorar o cardio,resistencia e definiçao de musculos.

Leave a Reply

Temas

Categorias