Macacos sem galho

Não é nada, mas…

Publicado em , por Pedro Couto e Santos

Quando cheguei a casa hoje, achei o Tiago muito coradinho. Depois de jantar fomos para o quarto brincar um bocadinho e achei-o quente. Hum, corado e quente… termómetro.

Estava com 36,8 graus, o que não é nada, é só um bocadinho mais quente que o usual.

Uma hora depois de ter ido para a cama estava com a mesma temperatura, mas mais uma hora e já estava com 38. Continua a não ser alarmante (já o apanhámos com mais de 40), e também sei que os filhos de muita gente, por esta idade, já passaram por doenças horríveis, febres altíssimas e toda a espécie de incómodos físicos “a sério”.

A mãe pôs-lhe um ben-u-ron com um jeito fenomenal que quase nem o acordou. De certeza que está tudo bem e é só mais uma gripezinha daquelas que até passa rapidamente.

Mas porra…

Tags

. . .

Deixar comentário. Permalink.

7 Responses to “Não é nada, mas…”

  1. Bino says:

    Por favor, diz-me que não era Ben-u-ron em supositórios.

  2. Huh… e porque não? Não me digas que a) estás a fazer uma piadola qualquer sobre supositórios ou b) tens uma paranóia qualquer porque te convenceram que supositórios fazem mal.

  3. kordump says:

    respondendo pelo bino: fez-me um quito de confusao a ideia do supositório durante o sono. mas nao sou eu quem vos vai dizer como tratar do teu puto.

  4. Huh…? OK, deve existir um mito urbano qualquer que me escapa no meio desta história toda, mas está bem.

  5. kruella says:

    Entendo perfeitamente o teu “mas porra…” é que uma pessoa fica com o coração nas mãos!!!

    E quanto aos comentários sobre os supositório…vê-se mesmo que são pessoas que não têm filhos…ou que delegam esse tipo de responsabilidade para a outra pessoa.

    NO dia seguinte ele estava melhor não era? Espero que sim…ele é uma gracinha a comer ;)

  6. Já está óptimo. Comer é que ultimamente não tem graça nenhuma, que o sacaninha porta-se mal à brava durante as refeições :-)

    A paranóia dos supositórios deve ser como a do tipo que nos interceptou hoje na rua a gritar que “as crianças que vão viradas para a frente (na cadeirinha), ficam traumatizadas!”

    Jeesh…

  7. kordump says:

    Chiça, minha gente.. não me parece que a historia do supositório mereça tanta celeuma.

Leave a Reply