Macacos sem galho

Tiálogos VI. Os primeiros sapatos.

Publicado em , por Pedro Couto e Santos

Tiago, hoje estreaste os teus primeiros sapatos. A tua mãe decidiu experimentá-los, só pela graça, convencida que estariam longe de te servir, mas serviram mesmo.

Fomos então, os três, dar uma volta até ao Parque da Paz. Foste vestido com o teu fato de treino cor de laranja e os teus fabulosos primeiros sapatos, que são uns ténis azuis claros.

Estava Sol, com uma brisa ocasional; um bom dia de Primavera. Deu para estarmos um bocado sentados à sombra, a ouvir os p’ssarinhos e a ver-te… dormir, claro.

Dormiste novamente, o tempo todo que estivemos no parque e portanto, ainda não foi desta que deste a tua primeira vista de olhos nas árvores, relvinha e patinhos que por ali habitam.

Suponho que, mais tarde ou mais cedo, vai ser preciso desenrolar-te os dedinhos rechonchudos do pescocinho de um qualquer ganso desprevenido.

Depois do passeio no parque, demos um salto ao Fórum para te comprar uma cadeirinha balouçante, da Chicco, porque achamos que já não tem graça nenhuma passares o dia no berço. Pareces ter gostado da cadeira e já lá dormiste umas sonecas durante a tarde.

Um dia destes, havíamos de combinar e tu deixavas a malta dormir umas cinco horinhas seguidas, que tal, hem?

[tags]Tiago,tiálogos,sapatos,parque,paz[/tags]

Tags

. . .

Deixar comentário. Permalink.

2 Responses to “Tiálogos VI. Os primeiros sapatos.”

  1. prima inês says:

    não são por acaso uns “all star” azuis ganga oferecidos aqui pela prima hein??? ;)

  2. Macaco says:

    Não são, não senhora. :-)

    Ainda não lhe servem, esses.

Leave a Reply