Macacos sem galho

Mais um mês

Publicado em , por Pedro Couto e Santos

Mais um mês.

Ontem deitei-me já depois das cinco da manhã, estive a acabar coisas para dois canais do sapo que nunca mais parecem estar prontas, sobretudo por causa de problemas com Style Sheets.

Planeava dormir hoje de manhã, mas no such luck. Vieram cá da PT montar o NT. E pronto, tenho aqui RDIS pronta a usar. Não tinha era equipamento nenhum.

Saí e fui à loja da PT no centro da cidade. Estavam noventa mil pessoas lá dentro e uma senhora a atender. Esperei um bocado junto ao balcão especial que eles têm só para vender equipamento (supostamente para não termos que estar na fila dos pagamentos e contratos), mas não estava lá nem chegou ninguém.

Meti-me no carro e fui ao Pragal. Lá há outra loja da PT. Aqui estavam apenas duas pessoas… e eram empregadas da PT. No entanto, embora tivessem telefones RDIS para vender, faltava uma colega que – não cheguei a perceber o papel dela – tinha que voltar de almoço para eu poder trazer o meu telefone.

Fui dar uma volta, bebi um café, comprei pão. Estive ainda 15 minutos sentado na PT à espera e depois lá se tratou de tudo. Não me posso queixar muito, a senhora que me atendeu foi muito simpática, provavelmente reflexo de terem tão pouco movimento naquela loja.

Já tenho o telefone montado, é um Detewe Euromaster. Porque é que há tanto equipamento com nome de super-herói?

Passei a tarde toda a trabalhar.

Ontem ofereci à Dee o “Room With a View” em DVD, ela gostou muito, mesmo muito mais do que eu estava à espera. Eu sabia que ela gostava, mas não tanto. Óptimo. :)

Ela não sabia era que eu também lhe tinha comprado o “Elizabeth” que lhe ofereci hoje. :)

Já não gostou tanto, mas pronto.

Enquanto esperava pelo Seinfeld estive a ver o “Alien Legacy”, o documentário comemorativo dos 20 anos do “Alien”, que veio na minha limited edition DVD boxed set, junto com os quatro filmes da série. O documentário é muito giro, fiquei a saber, nomeadamente, que há uma cena – em que eles estão na nave abandonada no LV-426, e descobrem o corpo de um extra-terrestre que tem as costelas viradas para fora, aparentemente morto pelo Alien – em que na verdade não são os actores do filme que aparecem, mas os filhos do Ridley Scott, vestidos nos fatos espaciais, para fazer o cenário parecer colossal (porque eram pequenos na altura). Cromo hem? Agora revi a cena e vê-se que eles andam um bocado desiquilibrados, como miúdos e não como adultos.

Depois comecei a ver o “Alien Resurection”, mas tive que parar porque o Seinfeld, para variar, começou a horas.

Tags

. . .

Deixar comentário. Permalink.

Leave a Reply

Temas

Categorias